Vídeos

Visitas

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Parque Indígena do Xingu aniversaria no dia 14 de abril

A APIME em homenagem ao aniversário do Parque Indígena do Xingu  divulga um excelente trabalho sobre os conhecimentos dos Kaiabi sobre as abelhas indígenas.


Márcio do Nascimento Ferreira*
Wemerson Chimello Ballester**
Alberto Dorval***
Reginaldo Brito da Costa***

Resumo:

O presente estudo objetivou registrar o conhecimento tradicional entomológico e o uso dos produtos de abelhas nativas sem ferrão pelos índios Kaiabi, no Parque Indígena do Xingu (aldeia Kwarujá), região norte do Estado de Mato Grosso. Para a coleta dos dados, utilizou-se a técnica de entrevistas livres e também parcialmente estruturadas.

Registraram-se 28 etnoespécies de abelhas sem ferrão reconhecidas pelos Kaiabi. O conhecimento tradicional da etnia permitiu constatar que uma maior diversidade de etnoespécies de abelhas está diretamente relacionada à maior diversidade de ambientes e às espécies vegetais utilizadas na nidificação e alimentação, além de conhecerem as diferenças nas estratégias de defesa das abelhas, na quantidade, densidade, coloração e gosto dos méis. O conhecimento etnoentomológico tornou evidente a rica diversidade de usos dos produtos, restrições e comportamentos das abelhas sem ferrão.

O artigo completo para ser baixado em PDF:

http://www.tellus.ucdb.br/index.php/tellus/article/view/212

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Umburana - "Pau de Abelha" - Proteger a umburana é conservar as abelhas nativas

Umburana - "Pau de Abelha" - Proteger a umburana é conservar as abelhas nativas
Uma jovem planta de umburana de cambão